Luta contra hepatites virais

Voltar
28/07/2015

Post
Post


Em 28 de julho, é lembrado o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais, com diversas campanhas de conscientização. Em suas várias formas, as hepatites virais podem evoluir para cirrose e câncer no fígado, se não tiverem o tratamento adequado.

No Brasil, existem cerca de 3 milhões de portadores do tipo mais grave da doença, a hepatite C, transmitida através de transfusões de sangue ou cirurgias, relação sexual, utilização de agulhas e seringas contaminadas ou mesmo de mãe para filho.

A doença é caracterizada pela inflamação do fígado na infecção aguda e fibrose nos casos crônicos, e a vacina para esse tipo ainda não foi desenvolvida.

A prevenção requer cuidados simples como não compartilhar objetos como escova de dente, alicate de unha, agulhas de acupuntura e aparelhos de barbear. O uso de preservativos nas relações sexuais é outra maneira de não se expor ao risco. Além disso, o diagnóstico precoce é fundamental para evitar o agravamento do quadro, causa mais frequente de transplante hepático no Brasil e no mundo.