Novas regras para o parto

Voltar
03/08/2015

Post


Desde julho estão em vigor as novas regras estabelecidas pelo Ministério da Saúde e pela Agência Nacional de Saúde Suplementar para estimular o parto normal e diminuir o número de cesarianas na rede privada de saúde.

Agora, as gestantes que optarem pela cesariana serão advertidas do risco e o pedido pelo procedimento só poderá ser feito após a 39º semana de gestação, visando minimizar as chances de prematuridade.

Dentre as regras está a apresentação, pelas operadoras, das informações sobre o percentual de cesarianas e partos normais realizados pelo médico e pelo hospital, quando solicitadas pelas gestantes. As operadoras dos planos de saúde são obrigadas a fornecer o cartão da gestante com o registro de todo o pré-natal, facilitando o trabalho do profissional que atendê-la no momento do parto.

Além disso, o uso do partograma será obrigatório. Este documento gráfico registra tudo o que acontece durante o parto e é fundamental para a saúde das mamães e bebês.