Atenção ao câncer de fígado

Voltar
04/02/2016

Post


Por ano, mais de 600 mil novos casos de câncer no fígado são diagnosticados no mundo. A doença é o sexto tipo de câncer mais frequente. Estima-se que o tumor cause mortes mais frequentes, em comparação a outros tipos de cânceres, pois, embora o diagnóstico precoce seja muito importante para o sucesso do tratamento, geralmente os pacientes são
​ ​diagnosticados muito tarde.


Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), cerca de 50% dos pacientes com câncer de fígado apresentam cirrose hepática, que pode estar associada a alcoolismo ou a hepatite crônica. O desenvolvimento da doença pode levar muito tempo, como 20 ou 30 anos após a ocorrência da hepatite C crônica, por exemplo.

O consumo excessivo de álcool e a obesidade mórbida são outros fatores de risco que também aumentam a probabilidade de desenvolvimento tumoral. Os sintomas, geralmente, surgem nos estados avançados da doença, e incluem perda de apetite e náuseas, além de pressão e dor na parte superior do abdômen.