Nova lei apoia mulheres agredidas

Voltar
14/04/2016

Post


Mulheres vítimas de agressões podem procurar, junto ao Sistema Único de Saúde (SUS), por cirurgias plásticas reparadoras de sequelas, em caso de lesões causadas por violência. Em março, o governo federal regulamentou a Lei nº 13.239/2015 que obriga o SUS a prestar esses atendimentos.

 

Os procedimentos serão realizados, preferencialmente, nos hospitais da Rede de Cirurgia Plástica Reparadora para Mulheres Vítimas de Violência, constituída em parceria com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC). No entanto, todos os hospitais que atendem pelo SUS, com expertise, podem realizar as cirurgias.